Funcionários dos Correios de Pernambuco adiam decisão por paralisação

Funcionários dos Correios de Pernambuco adiam decisão por paralisação

0
COMPARTILHAR

Após se reunírem em assembleia geral na noite desta terça-feira (23), os trabalhadores dos Correios de Pernambuco decidiram manter o estado de greve em que se encontram desde o dia 11 deste mês. A categoria rejeita os reajustes propostos pela empresa, mas irá aguardar o resultado de uma reunião que deve acontecer na quarta-feira (24), em Brasília, para decidir a data de uma nova assembleia para votação da paralisação das atividades.

A assembleia aconteceu no Sindicado dos Trabalhadores dos Correios em Pernambuco (Sintect-PE), em Santo Amaro, Centro do Recife. A categoria também se reuniu em outros estados para que as decisões sejam apresentadas na reunião que haverá com o Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília.

O sindicato de Pernambuco defende um aumento real de 8%, reajuste linear de R$ 300, piso salarial de R$ 3.079,31, 11,30% de reposição de perdas salariais, vale-refeição de R$ 40 diários e cesta básica de R$ 400, além de serem contra a imposição do plano Postal Saúde.

Já a Empresa dos Correios e Telégrafos (ECT) mantém a proposta do aumento de R$ 28,29 para R$ 30,13 no tíquete alimentação e aumento de R$ 30,13 no valor da cesta básica, mas retira a proposta de aumento salarial.

Da redação/JC

Requinte
Neto Móveis
Vet Clinica

DEIXE UMA RESPOSTA

onze − um =