Home Notícias Depois de cinco meses, Sport volta a vencer fora de casa

Depois de cinco meses, Sport volta a vencer fora de casa

0

Para vencer, o Sport primeiro teve que evitar a derrota. Não se expor, jogar de forma disciplinada e se dedicar totalmente ao esquema de jogo proposto pelo técnico Eduardo Baptista. Precisava que seu trio ofensivo brilhasse. Joelinton foi o garçom perfeito, Mike o finalizador sem sorte e Diego Souza o craque que faz a diferença. Tudo isso, contudo, não daria certo se Magrão não estivesse “em dia de Magrão”. No pênalti de Cléo, o camisa 1 voltou a ser decisivo. No somatório dos fatores, o Sport conseguiu vencer o Atlético/PR por 1×0, na Arena da Baixada, pela Série A do Campeonato Brasileiro. Um dia que tudo deu certo para o Leão.

Apostando na juventude de Mike e Joelinton no ataque, o técnico Eduardo Baptista montou o Sport em um 4-4-2. Mas sem a bola, o time se posicionava no 4-5-1. Diego Souza passou a jogar pelo lado esquerdo, mais próximo de Danilo. Mike fazia a função habitual de Felipe Azevedo, pela direita.

Impedir as jogadas do Furacão pela linha de fundo era a prioridade defensiva no Leão. Renê começou o jogo tendo trabalho com as investidas de Suelinton e Marcelo. O Sport demorou a engrenar e só conseguiu um lance perigoso no final do primeiro tempo. Diego Souza cruzou na cabeça de Mike, mas o jogador testou em cima do goleiro.

Mais solto. O Sport do segundo tempo não teve mudanças no time, mas sim na postura em campo. O Leão conseguiu trocar passes com mais calma e organizar suas jogadas de ataque. Aos 8, a primeira triangulação na partida com 100% de aproveitamento. Diego Souza tocou para Joéliton, que deixou Mike na cara do gol. O atacante finalizou em cima de Weverton, mas o rebote caiu novamente nos pés de Diego. De voleio, o meia pegou o goleiro no contrapé e abriu o placar na Arena da Baixada.

Disciplinado, o Sport fez do tempo seu maior aliado. O time manteve a marcação acirrada e obrigou o Atlético a apostar nos passes longos. Com uma linha de cinco homens no meio-campo, Joélinton ficava praticamente isolado no ataque. As saídas dos atacantes Mike e Joelinton para as entradas dos volantes Wendel e Augusto Cesar chamaram o Atlético/PR para o seu campo de defesa.

Aos 27, Marcelo tentou dar um chapéu em Danilo na área e a bola bateu no ombro do meia leonino. O juíz considerou que a bola acertou o braço e deu pênalti para os paranaenses. Por alguns segundos, a tática de Eduardo Baptista esteve próxima de ruir. Cléo teve a chance de empatar o jogo, mas “telegrafou” o pênalti e consagrou o goleiro Magrão. Com tudo conspirando a favor, o Sport venceu o Atlético/PR fora de casa – o último triunfo como visitante tinha sido no dia 31 de maio, contra o Vitória, no Barradão. Chegou aos 44 pontos, na 12ª posição, praticamente assegurando sua permanência na Série A do ano que vem.

Ficha do jogo

ATLÉTICO/PR 0

Weverton; Sueliton, Gustavo, Cleberson e Natanael; Deivid, Paulinho Dias (Natan), Bady (Hernani) e Marcos Guilherme (Dellatorre); Cléo e Marcelo. Técnico: Claudinei Oliveira

SPORT 1

Magrão; Patric, Ewerton Páscoa, Durval e Renê; Rodrigo Mancha, Rithely, Danilo (Igor) e Diego Souza; Mike (Augusto) e Joélinton (Wendel). Técnico: Eduardo Baptista

Local: Arena da Baixada (Curitiba/PR).

Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (SP) Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP).

Gols: Diego Souza (aos 8 do 2ºT)

Cartões amarelos: Cléberson, Gustavo (A); Danilo (S)

Renda e público: Não divulgados.

Da redação.

Souza Cobranca
Anderson

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

10 − oito =