Souza Cobranca
Casa da Construção
Neto Móveis
Home Blog Página 946

Dilma e Lula vão intensificar campanha em Pernambuco

0

O líder do partido no Senado e coordenador estadual da reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT), o senador Humberto Costa (PT) passou esta quarta-feira (8) em reunião em Brasília para acertar a retomada da campanha presidencial em Pernambuco. No encontro foram repassados os resultados nacionais das eleições e discutidas novas estratégias para os 26 Estados e o Distrito Federal.

Na reunião, o senador relatou as vitórias expressivas de Dilma no Sertão e no Agreste, à exceção de alguns municípios como Caruaru, e ressaltou que as ações serão intensificadas na Zona da Mata e Recife e Região Metropolitana, onde a presidenta teve menos votos que a candidata derrotada Marina Silva (PSB).

No início da noite, o líder do PT esteve na sede do comitê eleitoral para um encontro com o comando da campanha. “A coordenação nacional está absolutamente convencida do peso simbólico e político de Pernambuco. Há uma total disposição para que Dilma e Lula, nesses pouco mais de 15 dias que nos separam do segundo turno, intensifiquem a campanha no Estado, visitando Pernambuco mais de uma vez”, afirmou Humberto.

Terra natal do ex-presidente Lula, Pernambuco deu a Dilma 44,22% dos votos válidos no último dia 5, enquanto Marina Silva, candidata do Governo do Estado, teve 48,05%. O candidato do PSDB, Aécio Neves, que disputará com Dilma o 2º turno, ficou com apenas 5,92%. “Temos certeza de que, agora, com um outro cenário, os pernambucanos estarão massivamente com Lula e Dilma por tudo o que os dois fizeram pelo nosso Estado. Nossa meta é conquistar entre 60% e 70% dos votos em Pernambuco”, calcula Humberto.

Da redação.

Casa da Construção
Neto Móveis 2
Anderson

PSB oficializa aliança com Aécio com 21 dos 29 votos

0

Por 21 votos a favor, a Executiva Nacional do PSB decidiu formalizar o apoio a Aécio Neves (PSDB) no segundo turno da sucessão presidencial. Dos 29 membros que votaram na reunião desta tarde, sete optaram pela neutralidade e apenas um, o senador João Capiberibe (AP), defendeu o apoio à petista Dilma Rousseff.

Votaram pela neutralidade a deputada Luiza Erundina (SP), a senadora Lídice da Mata (BA), o senador Antonio Carlos Valadares (SE), Bruno da Mata (Secretário da Juventude), Joilson Cardoso (secretário sindical), Kátia Born (AL), além do presidente Roberto Amaral.

É esperada a chegada do candidato do PSDB à sede nacional do partido em Brasília para que o anúncio oficial do apoio seja proclamado.

Da redação

Casa da Construção
Neto Móveis 2
Anderson

Guia: Horário eleitoral será reiniciado na quinta às 20h30

0

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou na noite desta terça-feira o plano de mídia para o segundo turno das eleições presidenciais, no qual definiu que o horário eleitoral gratuito em cadeia nacional irá recomeçar na próxima quinta-feira (9), no bloco das 20h30, veiculado na televisão.

Pelas regras do Tribunal estabelecidas para as eleições de 2014, a propaganda gratuita em caso de segundo turno pode ter início a partir de 48 horas após a proclamação oficial do resultado – que foi realizada por volta das 19h de hoje, pelo presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, na abertura de sessão plenária. O ministro anunciou oficialmente Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) como candidatos que devem se enfrentar no segundo turno.

As campanhas dos dois candidatos que disputam o Planalto no segundo turno das eleições solicitaram ao TSE, em petição conjunta, que os programas pudessem ser veiculados já na quinta à noite. Toffoli votou pela aprovação do pedido, considerando que a proclamação dos resultados aconteceu antes do horário previsto para início do bloco da noite da propaganda eleitoral. Os demais ministros aprovaram o entendimento do presidente.

A partir de quinta-feira, o horário eleitoral será veiculado diariamente, inclusive aos domingos, até a sexta-feira (24) que antecede a votação. A propaganda presidencial terá duração de 20 minutos dividida de forma equânime entre Dilma e Aécio. O primeiro programa exibido será o da petista, a mais votada no primeiro turno, mas a ordem se alterna a cada dia. Dilma obteve 41,59% dos votos válidos na votação do último domingo, enquanto Aécio registrou 33,55%.

Nos Estados onde há segundo turno, o horário eleitoral para governador começa logo após a propaganda dos candidatos à Presidência da República, e também terá 20 minutos. A propaganda estadual recomeça também na quinta-feira, informou a assessoria do TSE. Nos Estados onde a eleição não foi resolvida no primeiro turno, portanto, a propaganda eleitoral terá duração total de 40 minutos. Os programas de rádio são veiculados a partir das 7h e das 12h e os de televisão, transmitidos a partir das 13h e das 20h30.

Da redação/JC

Casa da Construção
Neto Móveis 2
Anderson

Horário de verão começa dia 19 e deve terminar no final de fevereiro

0

f0fr8ad0iu-0710horarioveraovO horário brasileiro de verão 2014/2015 começa no dia 19 deste mês, quando os relógios serão adiantados em uma hora nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. A medida, adotada para economizar energia no horário de maior consumo, vai ser um pouco mais comprida, por causa do Carnaval, e vai até o dia 22 de fevereiro do ano que vem.

Pelo decreto que instituiu o horário de verão, a medida deve ser iniciada sempre no terceiro domingo de outubro e encerrada no terceiro domingo de fevereiro do ano subsequente. Mas, no ano em que houver coincidência com o domingo de carnaval, o fim do horário de verão deve ser no domingo seguinte. Como em 2015 o carnaval será no dia 17 de fevereiro, o horário de verão deverá acabar no dia 22 de fevereiro. O objetivo é evitar que, em meio a um feriado, alguns esqueçam de ajustar os relógios.

O horário de verão, instituído pela primeira vez em 1931, é adotado sempre nesta época do ano para aproveitar melhor a luminosidade natural do dia e reduzir o consumo de energia, que cresce naturalmente por causa do calor e do aumento da produção industrial às vésperas do Natal.

Com o horário de verão é possível reduzir a demanda por energia no período de suprimento mais crítico do dia, entre as 18h e as 21h, quando a coincidência da utilização de energia elétrica por toda a população provoca um pico de consumo. Com a redução, o uso de energia gerada por termelétricas pode ser evitado, reduzindo o custo da geração de eletricidade.

Da redação

Casa da Construção
Neto Móveis 2
Anderson

Dilma faz giro no NE para ampliar vantagem

0

Candidata à reeleição, a presidente Dilma Rousseff (PT) decidiu intensificar a agenda de viagens nos próximos dias, com o foco inicial na região Nordeste, onde conseguiu uma ampla margem de votos sobre o candidato do PSDB, Aécio Neves. Estão previstos eventos de Dilma em Teresina (PI), João Pessoa (PB), Salvador (BA), Maceió (AL) e Aracaju (SE) nesta semana.

A decisão de concentrar a agenda eleitoral na região Nordeste se deve a uma reavaliação do comando de campanha quanto ao grau de dificuldade de recuperar votos em São Paulo, maior colégio eleitoral do País, onde o candidato do PSDB abriu uma vantagem de mais de quatro milhões de votos sobre Dilma.

A ideia inicial de coordenadores e auxiliares era priorizar primeiramente as regiões Sul e Sudeste, mas optou-se por uma contraofensiva petista para evitar o avanço de Aécio na região Nordeste, tradicional reduto político do PT.

O objetivo do Palácio do Planalto é não só manter os votos conquistados no primeiro turno na região, como tentar ampliá-los incorporando a maior parte possível dos eleitores da candidata do PSB, Marina Silva, já derrotada.

Para o comando da campanha de Dilma, a avaliação é a de que o segundo turno será uma disputa difícil, voto a voto, e que é fundamental retomar a polarização entre PT e PSDB e reforçar o discurso de que Dilma, ao contrário dos tucanos, fez um governo que “não virou as costas” para os pobres.

Plenária
O governador do Piauí eleito em primeiro turno, Wellington Dias (PT), confirmou nesta terça-feira que Dilma participa de plenária com líderes e militantes no Centro de Convenções Atlantic City nessa quarta-feira(8), às 16h, em Teresina. Na ocasião, Dilma deve agradecer os votos obtidos no primeiro turno e pedir que seja repetido o desempenho no Estado, onde obteve 71% dos votos no primeiro turno. “Já avisei a eles do PSB que eles vão integrar meu governo no Estado”, prometeu o governador petista eleito em primeiro turno.

Da capital piauiense, a petista segue para João Pessoa, na Paraíba, onde está prevista uma plenária com prefeitos e lideranças no Esporte Clube Cabo Franco. De lá, segue para Salvador.

Na capital da Bahia, a presidente se encontrará na manhã de quinta-feira, 9, com prefeitos, no Museu do Ritmo, e depois de uma caminhada rumo à escadaria da Igreja do Bonfim.

“Ela deve ter encontro com prefeitos na quinta-feira de manhã, a gente faz uma concentração no Largo de Roma, onde há obras sociais de Irmã Dulce, de lá segue em caminhada de agradecimento na Colina do Bonfim”, antecipou o governador da Bahia, Jaques Wagner.

“Minha tarefa é ampliar (a votação da petista), ela (Dilma) colocou 3 milhões de votos de frente (na Bahia) e agora eu creio que ela pode colocar 3,5 milhões, para isso estou trabalhando, conversando com os eleitos, os prefeitos. Dilma ganhou na Bahia em 416 municípios de 417, ela teve 61% dos votos”, comentou Wagner.

Depois da agenda na Bahia, Dilma deve cumprir agenda em Aracaju e Maceió, ainda na quinta-feira. Na sexta, Dilma deve viajar para o Rio Grande do Sul e Santa Catarina e, no sábado, botar a campanha na rua em Minas Gerais.

(Fonte: Estadão Conteudo)

Casa da Construção
Neto Móveis 2
Anderson

Marina decide apoiar Aécio em troca de compromisso real por fim da reeleição

0

A decisão deve sair antes do endosso formal ao tucano de Renata Campos, viúva do ex-governador de Pernambuco, morto em agosto. Renata deve formalizar o apoio a Aécio por um motivo simples: se não o fizer ou se acenar com a possibilidade de apoiar a petista Dilma Rousseff, iria contra o discurso do marido de que a presidente representava a velha política.

Marina não quer condicionar sua decisão a cargos, o que ela define como “velha política”. O caminho é pedir um compromisso formal de pontos do programa de governo anunciado pelo PSB em agosto, como o fim da reeleição e uma proposta de reforma tributária. Aécio já disse publicamente ser a favor de ambas as propostas.

Fora isso, a candidata derrotada do PSB também tem interesse em ver o tucano se comprometer com a manutenção das conquistas socioeconômicas dos governos Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva, a inclusão na agenda de cuidados com a sustentabilidade e a garantia de aumento de produção do agronegócio sem riscos à floresta amazônica.

Em 2010, a ex-ministra, que como agora ficou em terceiro lugar, fez uma lista de dez itens de seu programa de governo e a enviou tanto a José Serra e quanto a Dilma, que passaram para o segundo turno. O tucano não respondeu. A petista assinou o termo, indicando aceitar o proposto, mas não chegou a cumprir isso – Marina tampouco a apoiou e optou pela neutralidade. No domingo, em discurso após reconhecer a derrota, a ex-ministra deu a entender que não ficaria neutra novamente e que os brasileiros demonstraram um “sentimento de mudança”.

A tendência nos partidos que formaram a aliança de Marina é apoiar Aécio. Já se manifestaram nesse sentido o presidente do PPS, Roberto Freire, que convocou reunião do partido para hoje, quando será definida a posição oficial da legenda. Também disse que apoia Aécio o presidente do PSL, Luciano Bivar. Os dirigentes do PHS, PPL e PRP também tendem a dizer que ficarão ao lado do tucano.

Casa da Construção
Neto Móveis 2
Anderson

PSB em PE pode apoiar Dilma. Coisas da política!

0

O PSB, hoje sob o comando nacional do ex-ministro Roberto Amaral, pode apoiar Dilma no segundo turno contra Aécio Neves. Mas existem resistências em vários Estados, inclusive em Pernambuco.

Não se surpreenda, no entanto, se o governador eleito Paulo Câmara apoiar Dilma. Um fato está pesando muito: a pressão do ex-presidente Lula, amigo pessoal do ex-governador Eduardo Campos, que não fez nenhum tipo de hostilidade a Eduardo quando candidato, justamente para contar com o PSB no segundo turno.

Tem outro ingrediente local que está pesando também: eleito Aécio, o PSDB infla o provável candidato a prefeito do Recife, Daniel Coelho, eleito deputado federal, o que cria de imediato um complicador para a reeleição do prefeito Geraldo Júlio em 2016. Este cenário está sendo avaliado atentamente em reuniões do PSB.

Dilma e Câmara num mesmo palanque tem tudo a ver. Não se assuste! Política é assim mesmo. A vida, como dizia Chaplin, é um assunto local.

por Magno Martins

Casa da Construção
Neto Móveis 2
Anderson

Dilma Rousseff e Armando Monteiro são os majoritários nas urnas de Ouricuri

0

A candidata a reeleição ao cargo de presidente da República Dilma Rousseff (PT) foi bem vista pela população de Ouricuri e no pleito de domingo (05) obteve a maioria dos votantes do município, a mesma situação aconteceu com o candidato ao governo de pernambuco, Armando Monteiro (PTB), que mesmo perdendo a eleição em primeiro turno para Paulo Câmara (PSB) foi a preferência da maioria dos ouricurienses. Veja os números:

Para governador em Ouricuri

Armando Monteiro (PTB): 16.990 votos votos

Paulo Câmara (PSB): 10.301 votos (eleito no 1° turno)

Zé Gomes (PSOL): 23 votos

Miguel Anacleto (PCB): 10 votos

Jair Pedro (PSTU): 6 votos

Pantaleão (PCO): 3 votos

Para Presidente da República em Ouricuri

Dilma Rousseff (PT) 25.007 votos (2° turno)

Marina Silva (PSB) 4.063 votos

Aécio Neves (PSDB) 1425 votos (2° turno)

Levy Fedelix (PRTB) 142 votos

Luciana Genro (PSOL) 68 votos

Pastor Everaldo (PSC) 54 votos

Eduardo Jorge (PV) 28 votos

Mauro Iasi (PCB) 20 votos

Zé Maria (PSTU) 8 votos

Eymael (PSDC) 3 votos

Rui Costa Pimenta (PCO) 2 votos

Da redação/Blog Cariri Filho

Casa da Construção
Neto Móveis 2
Anderson