Blog Página 818

Ibope para o Senado: João Paulo 36%; Bezerra Coelho, 30%

0

Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (1) para o Senado aponta que o candidato da coligação Pernambuco Vai Mais Longe, João Paulo (PT), tem 36% das intenções de voto. Em seguida, aparece o candidato da Frente Popular, Fernando Bezerra Coelho (PSB), com 30%. Simone Fontana (PSTU) e Albanise Pires (PSOL) estão com 1% cada. O postulante Antônio Oxis (PCB) não chegou a alcançar 1% das citações.

Brancos e nulos somam 12% e os que não souberam responder somam 20%. O último levantamento do instituto, divulgado no dia 23 de setembro, apontou João Paulo com 34% e Fernando Bezerra Coelho com 28%.

A pesquisa Ibope foi realizada entre os dias 28 e 30 de setembro, quando 2.002 pessoas de 81 municípios foram entrevistadas. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O levantamento está registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o número PE-00034/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob protocolo BR-00916/2014.

Da redação/Folha-PE

Anderson
Neto Móveis

Campanha: Aécio diz que PSDB entrará na Justiça contra os Correios

0

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, classificou de ‘estarrecedora’ a denúncia publicada nesta quarta-feira (1º) no jornal O Estado de S.Paulo de suposto uso político dos Correios nesta campanha. Aécio informou ainda que sua campanha apurou também que as correspondências do partido no Estado não foram entregues. “Investigamos a denúncia e vimos que os Correios não entregaram nossa correspondência de campanha em Minas Gerais, é inimaginável colocar uma empresa a serviço de uma campanha eleitoral (PT), disse Aécio.

O candidato do PSDB disse que sua coligação está entrando na Justiça para responsabilizar criminalmente o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, o presidente dos Correios, Wagner Pinheiro, “e todos que participaram deste crime”. E reiterou: “Queremos a criminalização dos responsáveis por esta ação perversa dos Correios”.

Segundo o tucano, é grave que os Correios, uma empresa secular e que sempre foi respeitada, não estar cumprindo com suas responsabilidades. “Não basta o que governo PT fez com a Petrobras e com o Estado brasileiro”, destacou, dizendo que está empresa secular se submete ao comando do PT.

Nas críticas, Aécio disse que o PT não respeita os adversários e quer vencer essas eleições no grito. “Mas não vai vencer no grito, quem vai vencer somos nós, para profissionalizar nossas empresas e colocá-las a serviço da população e não para um projeto de poder (PT)”, emendou. As declarações de Aécio foram feitas antes de uma caminhada na cidade de Mogi das Cruzes, ao lado de correligionários como o governador da São Paulo e candidato à reeleição, Geraldo Alckmin.

Nessa terça-feira, o portal do Estadão revelou um vídeo em que o deputado estadual Durval Ângelo (PT-MG) afirma que a presidente Dilma Rousseff só chegou aos “40%” das intenções de voto em Minas Gerais porque “tem dedo forte dos petistas nos Correios”. A fala do parlamentar foi feita durante uma reunião da qual participou com dirigentes dos Correios e o presidente da empresa.

Da redação/JC

Anderson
Neto Móveis

Comunidade do Limoeiro cobra recuperação de estrada

0

A estrada que liga Ouricuri à região do Limoeiro é uma pauta de cobrança dos moradores daquela localidade. Segundo algumas pessoas, a última vez que a estrada recebeu uma máquina para recuperação foi em 2012, e hoje a buraqueira é enorme. Além desse exemplo, outros acessos estão em péssimo estado de conservação.

Limoeiro-estrada-Ouricuri-02

Outro problema é o acesso para o Limoeiro pelo bairro Capela de São Brás, onde foi feito um enorme buraco que atrapalha a passagem de veículos. Os moradores pedem providências a Secretaria Municipal de Transporte.

Da redação/Blog do Bruno Morais

Anderson
Neto Móveis

Idosos não se identificam mais como pessoas frágeis

0

Nas placas, ela é representada curvada, apoiada em uma bengala. Mas, na vida real, parte da população de 60 anos ou mais tem imagem diferente. Com maior expectativa e qualidade de vida, os idosos, que comemoram hoje (1º) o seu dia, têm viajado mais, estudado, comprado e ocupado espaços públicos e virtuais. O Dia do Idoso foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) e a data, posteriormente, foi escolhida para a criação do Estatuto do Idoso, que comemora 11 anos.

“Dá preguiça não fazer nada”, sintetiza Elisabete Carvalho do Santos, representante de uma geração que se mantém ativa na velhice. Aposentada, 80 anos, ela dança, canta e vai à igreja. “Já trabalhei muito e não deixo de trabalhar. Quando estou em casa, gosto de fazer crochê e tricô”, diz.

Os idosos são hoje no país 26,3 milhões, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O número representa 13% da população. A expectativa é que esse percentual aumente e que em 2060 chegue a 34%, segundo previsão do próprio IBGE.

Da redação/ABC

Anderson
Neto Móveis

Ibope mostra diferença menor de Marina sobre Aécio e vantagem de Dilma no 2º turno

0

BB6FHva.imgPesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira mostrou queda da candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, que viu sua diferença sobre o terceiro colocado, Aécio Neves (PSDB), cair a 6 pontos percentuais, enquanto a presidente Dilma Rousseff (PT) passou a ter vantagem numérica num segundo turno contra a ex-senadora.

Nas intenções de voto para o primeiro turno, Dilma passou a 39 por cento das intenções de voto, oscilando 1 ponto para cima em relação à pesquisa da semana passada, enquanto Marina caiu a 25 por cento (ante 29 por cento) e Aécio permaneceu com 19 por cento. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais.

Em simulação de segundo turno entre as duas candidatas, Dilma foi a 42 por cento e Marina a 38 por cento, de modo que elas estão no limite do empate técnico. Na semana passada as duas estavam empatadas em 41 por cento.

O Ibope ouviu 3.010 eleitores entre os dias 27 e 29, em 203 municípios.

Da redação.

Anderson
Neto Móveis

eleições Datafolha: Aécio encosta em Marina por vaga no segundo turno. Dilma segue na frente

0

Novo levantamento do Datafolha para a Presidência mostra acirramento da disputa entre Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB) na corrida pela segunda colocação, que pode garantir participação no segundo turno. A socialista aparece com 25%, contra 20% do Tucano. Dilma Rousseff (PT) segue na frente com 40% das intenções de voto.

Em quadros de segundo turno, a petista venceria os dois oponentes. Contra Marina, o resultado seria 49% a 41%. Contra Aécio, 50% a 41%.

A pesquisa, encomendada pela TV Globo e o jornal Folha de S.Paulo, ouviu 7.520 eleitores em 311 municípios nos dias 29 e 30 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.

Da redação

Anderson
Neto Móveis

Eleição Justiça Eleitoral: confira o que fica proibido de quinta a domingo

0

Com a proximidade do primeiro turno das eleições no domingo (5), a Justiça Eleitoral tem algumas regras que não podem ser esquecidas por candidatos, partidos políticos e coligações.

Segundo a Lei Eleitoral, amanhã (2) é o último dia para a exibição da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão. É também o prazo final para os candidatos fazerem reuniões públicas de campanha, comícios e para a utilização de aparelhagem de som fixa, entre as 8h e a meia-noite.

Quinta-feira também é a data limite para a realização de debates políticos na televisão ou no rádio. Debates iniciados no dia 2 podem se estender, no máximo, até as 7h do dia 3 de outubro. Também até amanhã, partidos políticos e coligações terão que indicar à Justiça Eleitoral o nome das pessoas autorizadas a expedir as credenciais dos fiscais e delegados de partido que estarão habilitados a acmpanhar os trabalhos de votação.

Sexta-feira (3) será a data limite para que se faça a divulgação paga, na imprensa escrita, a reprodução na internet do jornal impresso, de propaganda eleitoral. Ainda nesta sexta-feira, os presidentes de mesa que não tiverem recebido o material destinado à votação deverão comunicar a falha ao juiz eleitoral.

No sábado (4), termina a propaganda eleitoral com uso de alto-falantes ou amplificadores de som, entre as 8h e as 22h. Carreatas, caminhadas, passeatas e a distribuição de material gráfico também só poderão ser feitos até as 22h deste sábado.

Desde terça-feira (30), até 48 horas depois do encerramento da votação, nenhum eleitor pode ser preso ou detido, salvo em flagrante delito ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou ainda por desrespeito a salvo-conduto. A proibição de prisão de candidatos está em vigor desde o último dia 20. No entanto, quem concorre a cargo eletivo pode ser detido ou preso em caso de flagrante delito.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral, a competência para proibir a venda de bebidas alcoólicas no dia da votação é da Secretaria de Segurança Pública de cada estado, município ou do Distrito Federal.

Da redação/JC

Anderson
Neto Móveis

Armando responde a todas as perguntas. Paulo tem respostas vazias

0

No último debate entre os candidatos a governador nesta eleição, Armando Monteiro (PTB) mostrou, no bloco inicial, porque é mais preparado para governar o Estado pelos próximos anos. Em todos os questionamentos feitos pelos adversários, o petebista apresentou seus posicionamentos, de forma clara e objetiva, ao contrário de seus oponentes, sobretudo Paulo Câmara (PSB). Denotando a falta de liderança política, Câmara evocou o nome do ex-governador Eduardo Campos (PSB), tutor de Câmara, em 12 ocasiões.

“Paulo, você fez uma carreira na burocracia, foi nomeado por contraparentes. Você está fazendo, agora, demagogia com as propostas. E você pensa que o povo pernambucano é bobo. Mas o povo sabe que você faz demagogia”, provocou Armando Monteiro.

O candidato do PTB também afirmou que falta a Paulo Câmara liderança política, diálogo e articulação nacional, atributos que o ex-governador Eduardo Campos (PSB) possuía”.

“Eduardo tinha liderança, construiu uma carreira, tinha diálogo nacional e articulação. Ele tinha time que era técnico e maestro. Você ficou com um time sem maestro e técnico. O povo não pode ficar a mercê de experimentalismo. Você tem que sair da sombra de Eduardo e mostrar a sua liderança e se impor”, cravou Armando ao adversário Paulo Câmara, em um dos confrontos diretos com o socialista no bloco inicial. O candidato José Gomes (Psol) resumiu a atuação de Paulo no debate: “Você só tem respostas vazias”.

Da redação/ASCOM

Anderson
Neto Móveis