Souza Cobranca
Casa da Construção
Neto Móveis
Dr. Walter
Home Blog Página 866

Justificativa por ausência em eleição deve ser realizada até esta sexta

0

O eleitor que não votou no segundo turno das eleições de 2014 deve resolver a pendência com a Justiça Eleitoral até esta sexta-feira (26). Para justificar a ausência, é preciso dirigir-se aoscartórios eleitorais de sua cidade com requerimento de justificativa e comprovante do que impossibilitou o comparecimento às urnas.

Quem não cumprir com a obrigação eleitoral, além de ter o título cancelado, pode ficar impedido de tomar posse em cargo público, tirar passaporte e obter empréstimos em bancos oficiais.

Da redação.

Anderson

Analistas avaliam novos ministros como garantia de governabilidade para Dilma

0

Agência Brasil (Rio de Janeiro) – A escolha dos 13 novos ministros pela presidenta Dilma Rousseff (PT) é uma tentativa de conquistar aliados no Congresso Nacional e garantir a governabilidade no segundo mandato. Os nomes, anunciados na última terça-feira (23), atendem partidos da coligação que reelegeu a presidenta e não deveriam ser surpresa para eleitores à esquerda, avaliam cientistas políticos.

A preocupação com a composição do próximo Congresso Nacional foi um dos principais elementos para escolha dos novos ministros, segundo o cientista político Ricardo Ismael, da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Apesar do PT e do PMDB terem as maiores bancadas, também cresceram partidos como o PSD, de Gilberto Kassab, escolhido para o Ministério das Cidades, e o PRB, de George Hilton, contemplado com a pasta do Esporte.

De acordo com a análise de Ismael, desde as primeiras nomeações, a presidenta tem buscado dialogar com vários setores da sociedade. Segundo ele, isso ficou claro com as indicações de Joaquim Levy para a Fazenda, de Armando Monteiro para o Desenvolvimento, Indústria e Comércio e de Nelson Barbosa para o Planejamento. “Foi uma tentativa de atender o mercado financeiro, sinalizando mudanças na politica econômica. Com os 13 ministros, a preocupação foi na mesma linha, contemplando a base aliada, sobretudo o PMDB, que ficou com seis pastas”, analisou.

Para João Feres Júnior, professor de pós-graduação do Instituto de Estudos Sociais e Políticos (Iesp), é natural que políticos sejam escolhidos para altos cargos no governo. Segundo ele, esta é uma forma de tentar diálogo mais próximo com representantes eleitos para o Congresso e garantir que as propostas do Planalto sejam aprovadas pelo Legislativo.

“O presidente da República tem uma autonomia limitada. Várias das politicas públicas do Executivo têm de ser aprovadas na forma de lei. Para uma lei ser aprovada, precisa passar pelo Parlamento. Então, a presidenta tem de ter aliados lá”, comentou João Feres. Segundo o cientista político, a Presidência da República apresenta mais projetos de lei que deputados e senadores, mas precisa tratar com eles.

“No sistema presidencialista, o conteúdo do governo tem de ser negociado constantemente com o Legislativo. A presidenta não escolhe notáveis em cada área e os coloca nos ministérios. O gabinete ministerial reflete o acordo com a base parlamentar, uma articulação com a maioria do Parlamento”, acrescentou . “Política é uma arte complicada. É correr no fio da navalha”, ressaltou.

Embora muitos nomes não agradem eleitores mais à esquerda do PT, Luciana Veiga, professora de Ciência Política da Universidade Federal do Paraná, lembrou que Dilma venceu representando uma coligação da qual ficaria dependente. “Não podemos pensar em desvirtuamento do voto. Pressupõe-se que os eleitores sabiam que era uma coligação sustentada pelos votos do Parlamento, que, na Câmara, ficaram divididos entre PT e PMDB”, acentuou.

Luciana acredita que, com cenário econômico mais apertado, sob influência das investigações da Operação Lava Jato, o segundo mandato será de negociação constante entre as forças que elegeram a presidenta. “Há os eleitores de esquerda que, na reta final, viabilizaram a eleição. Mas eles não são maioria entre os eleitores de Dilma. Pensando fria e estrategicamente em termos eleitorais, são eles os últimos a deixarem de votar no PT em uma eventual disputa contra o PSDB.”

A professora da UFPR acrescentou que a escolha por políticos foi pensada para garantir a governabilidade, diante das incertezas econômicas e do cenário político. “Vão os anéis, mas ficam os dedos. Tem de negociar. Se ela fizer birra agora, cai na armadilha de negociar votação por votação. Sabemos como isso fica caro”, disse, referindo-se, por exemplo, ao trâmite tumultuado do decreto criando a Política Nacional de Participação Social (PNPS).

A análise de João é semelhante. Ele sugere que os setores descontentes com as indicações devem cobrar a presidenta por terem sido decisivos na reta final da campanha. “Os movimentos sociais têm de cobrar a dívida, enquanto o papel da presidente é governar”, justificou.

Da redação

Anderson

Clássico abre o “Pernambucano 2015″

0

O segundo turno do Campeonato Pernambucano 2015 será aberto com o Clássico das Multidões. Santa Cruz e Sport irão se enfrentar logo na primeira rodada, no Arruda, no dia 1º de fevereiro.

Também pela rodada de abertura, Náutico x Salgueiro, na Arena Pernambuco, além do confronto entre os dois clubes que se classificarem do hexagonal classificatória, que vale como primeiro turno.

Há a possibilidade de um dos dois jogos passar para o sábado, dia 31 de janeiro.

A explicação da FPF por não colocar confrontos dos grandes com os clubes classificados do hexagonal é que haveria problemas no final, com alguma equipe jogando três vezes seguida fora ou em casa, por conta do clássico que fechará o turno.

A tabela completa saiu ainda na noite terça-feira (23).

Da redação do blog do edy.com.br

Anderson

Segundo mandato Dilma anuncia mais 13 nomes do novo ministério

0

A presidenta Dilma Rousseff anunciou, há pouco, o nome de 13 ministros que farão parte da equipe do segundo mandato. Todos os novos integrantes do primeiro escalão do governo devem assumir oficialmente suas funções no dia da posse da presidenta, marcada para as 15h do dia 1º de janeiro.

Aldo Rebelo deixa o Ministério do Esporte, no qual coordenou as ações do governo durante a Copa do Mundo, para assumir a pasta de Ciência, Tecnologia e Inovação. Desde o governo Lula, o deputado assumiu a presidência da Câmara, foi ministro da Coordenação Política e líder do governo e do PCdoB na Câmara.

Jaques Wagner, atual governador da Bahia, será o novo ministro da Defesa no lugar de Celso Amorim. O petista foi eleito deputado federal três vezes e ocupou cargos do primeiro escalão no governo Lula, como o comando do Ministério do Trabalho e Emprego, antes de Ricardo Berzoini, atual titular da pasta de Relações Institucionais. Wagner foi eleito governador em 2006.

Na Educação, foi confirmado o nome de Cid Gomes, atual governador do Ceará. Gomes obteve o primeiro mandato eletivo em 1990 como deputado estadual. Seis anos depois, foi eleito prefeito de Sobral e reeleito para mais um mandato. Em 2006 chegou ao governo do estado, eleito no primeiro turno. O cearense foi responsável pela coordenação da campanha de Luiz Inácio Lula da Silva para o segundo turno da eleição presidencial.

Pelo menos seis peemedebistas foram confirmados no comando de pastas do segundo mandato do governo Dilma. O senador Eduardo Braga (PMDB-AM) assumirá o Ministério de Minas e Energia. O engenheiro vai substituir o também peemedebista Edison Lobão, que comanda a pasta desde o início do governo Dilma.

Como ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil, no lugar de Moreira Franco, também PMDB, assumirá Eliseu Padilha, ex-ministro dos Transportes no governo Fernando Henrique Cardoso. Advogado por formação e empresário, Padilha foi prefeito do município gaúcho de Tramandaí, deputado federal e coordenou deixou a campanha de Fernando Henrique à Presidência da República.

Ainda do PMDB, o deputado Edinho Araújo (SP) vai comandar a Secretaria Nacional de Portos no lugar de César Borges, que está no cargo desde junho deste ano. Edinho começou a carreira política aos 23 anos, quando disputou sua primeira eleição a prefeito. Foi três vezes deputado estadual e duas vezes deputado federal. Em 2001, assumiu a prefeitura de São José do Rio Preto, foi reeleito em 2008 e dois anos depois voltou ao mandato de deputado federal.

A nova ministra da Agricultura, senadora Kátia Abreu (PMDB-TO), entrou para o ramo do agronegócio com a morte do marido em um acidente de avião, em 1987. Nascida em Goiânia, ela é formada em psicologia pela Universidade Católica de Goiás. Atualmente é presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Também do PMDB, o paraense Helder Barbalho assumirá o Ministério da Pesca, substituindo Eduardo Lopes. Barbalho foi candidato, pela primeira vez ao governo do Pará, mas perdeu para Simão Jatene, do  PSDB. Segundo mais votado no pleito, o novo ministro é filho do senador Jader Barbalho e da deputada Elcione Barbalho, ambos do PMDB. Ele começou a carreira política há 15 anos, quando se candidatou e foi eleito o vereador mais votado de Ananindeua. Barbalho também foi deputado estadual e, aos 25 anos, eleito o prefeito mais jovem da história do Pará.

No Turismo, permanece o atual ministro Vinícius Lages, que também é filiado ao PMDB e está no posto desde março.

Para o Ministério das Cidades, o indicado foi ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, do PSD, que substituirá Gilberto Occhi, no cargo desde março.

Também foi anunciado o nome do futuro titular da Controladoria-Geral da União, Valdir Simão, atual secretário-executivo da Casa Civil. O novo ministro do Esporte será George Hilton, deputado federal pelo PRB de Minas Gerais. Assumirá a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) a professora Nilma Lino Gomes, integrante do Conselho Nacional de Educação (CNE).

Hoje pela manhã, Dilma Rousseff participou de uma rápida confraternização com os atuais ministros de seu governo no Palácio da Alvorada. Dilma chegou uma hora depois do horário marcado para o evento de confraternização. Quase 40 minutos depois de sua entrada, os carros oficiais de ministros e parlamentares começaram a deixar o local. Os ministros da Fazenda, Guido Mantega, que fica no cargo até 1º de janeiro, da Advocacia-Geral da União (AGU), Luís Adams, e do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, foram os primeiros a sair.

Em seguida, o vice-presidente Michel Temer deixou o Alvorada seguido por outros ministros, pelo presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), pelos senadores José Pimentel (PT-CE), Acir Gurgacz (PDT-TO), Vanessa Graziotin (PCdoB-AM) e Gim Argello (PTB-DF) e pelo candidato à presidência da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que é adversário do nome do governo na disputa pela vaga, Arlindo Chinaglia (PT-SP), nas eleições marcadas para o dia 1º de fevereiro.

Da redação/JC

Anderson

Investigação da Operação Lava Jato pode atrasar obras da Olimpíada de 2016

0

As empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato, que apura o esquema de corrupção na Petrobrás, preocupam autoridades e outros organizadores da Olimpíada de 2016. Com executivos investigados e alguns presos, empresas como Camargo Corrêa, Queiroz Galvão e OAS são responsáveis por algumas das principais obras de infraestrutura e de construção ou reforma dos locais receberão a competição.

Para os organizadores, o temor é de que as construtoras enfrentem dificuldade em obter crédito nos bancos e, com isso, as obras sofram atrasos ou até interrupção – em casos extremos a Justiça pode decretar bloqueio de conta das empresas, e não apenas dos executivos.

Uma autoridade ouvida pelo Estado diz que o governo federal deve estar preparado para socorrer as empresas que sofrerem mais danos financeiros em decorrência das investigações e pensar em “uma espécie de Proer”, em referência ao controverso programa de ajuda a bancos implementado no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Na visão dessa autoridade, os executivos que tiverem participação comprovada no esquema da Petrobrás devem ser punidos, mas é preciso preservar as obras tocadas pelas empresas.

Na prefeitura do Rio, as atenções estão voltadas principalmente para o Parque Deodoro, na zona oeste, onde a maior parte das obras está sob responsabilidade da Queiroz Galvão. Um forte impacto financeiro na construtora comprometeria seriamente o andamento das obras, que tiveram o processo de licitação mais atrasado por causa das indefinições sobre o contratante.

A grande apreensão no momento é relacionada a como conciliar a realização dos Jogos com o cotidiano da cidade, em especial na área de transporte. A prefeitura tenta negociar com o Comitê Olímpico Internacional (COI) exigências que considera exageradas. Uma delas é com os corredores exclusivos para a chamada Família Olímpica (atletas, delegações, autoridades, convidados). Representantes da prefeitura dizem que, se forem criados todos os corredores pedidos pelo COI, o trânsito na cidade se tornará caótico.

Para amenizar o impacto no trânsito, o prefeito Eduardo Paes (PMDB) vai decretar dois ou três feriados no período dos Jogos e adiar as férias escolares. No momento em que a presidente Dilma Rousseff monta o ministério do segundo mandato, Paes preferia que Aldo Rebelo (PC do B) ficasse no Ministério do Esporte, mas isso não ocorrerá. O prefeito não gostaria de ver grandes mudanças no ministério a pouco tempo da realização dos Jogos.

Da redação

Anderson

Comunidade de Cara Branca conta com nova Unidade de Saúde e ambulância

0

Quem mora na comunidade Cara Branca, na Serra do Inácio, tem muitos motivos para celebrar este fim de ano. No último domingo, 21, a Prefeitura Municipal de Ouricuri, por meio do Prefeito Cezar de Preto entregou à comunidade a Unidade Básica de Saúde da Família (UBS) ampliada e reforma, além de uma ambulância para atender aos moradores.

A nova estrutura da UBS assemelha-se a um mini hospital com sala de vacina, gabinete odontológico, consultórios médicos e recepção espaçosa. A Unidade de Saúde recebe o nome do comunitário já falecido, Bernardino Ferreira.

Durante a cerimônia de inauguração a Secretária de Saúde, Maria do Carmo, ressaltou a importância da unidade para a comunidade e sítios vizinhos. “Hoje estamos inaugurando a UBS com uma estrutura que nem na cidade tem. E é uma alegria entregar no Cara Branca, um recanto tão esquecido, a Unidade de Saúde e a ambulância. Temos certeza de que jamais as pessoas desta comunidade irão esquecer este dia. aproveito para dizer que vocês terão médico e enfermeira todo dia a partir de janeiro”, anunciou a Secretária.

O morador do povoado Cara Branca, Senhor Sebastião afirmou que há 24 anos o povoado não recebia uma obra com aquela estrutura, e de tal importância. A unidade que havia na comunidade foi adquirida no governo do ex-prefeito, Dario Peixoto. “Só Deus sabe a alegria e a gratidão que nós temos de ver este prédio levantado, através dos esforços do prefeito Cezar de Preto. Ele prometeu e cumpriu!”, enfatizou.

Somente neste ano, foram entregues Unidade de Saúde ampliadas e reformadas nos povoados do Lopes, Tamboril, Vidéu, Pradicó e agora no Cara Branca. “Como eu dizia em meu compromisso de palanque, estamos trabalhando para quem mais necessita. E por isso, aquele que mais precisa vai ser atendido num posto de saúde com uma infraestrutura que nem toda clinica particular tem, além de terem a dispor uma ambulância para servir a todos que moram aqui nesta comunidade”, destacou o Prefeito.

Na ocasião, Cezar de Preto aproveitou para firmar compromissos com a comunidade. “Peço que vocês do Cara Branca usem da melhor forma possível esta Unidade e a ambulância. Peço também que as pessoas que trabalham na UBS atendam bem quem vier ser atendido. A primeira coisa que prezo são as pessoas serem bem atendidas e bem tratadas”, enafatizou.

Da redação do blog do edy.com.br/ASCOM PMO

Anderson

Grupo Geração da Mudança promove Natal solidário em Santa Maria da Boa Vista

0

Em Santa Maria da Boa Vista, um grupo de jovens resolveu fazer algo diferente para alegrar crianças carentes dos bairros periféricos. O jovem Caique de Rogaciano, preocupado com as desigualdades sociais, resolveu juntar alguns amigos e formar um grupo intitulado “Geração da Mudança”, tendo como objetivo amenizar os problemas sociais que assolam a cidade, levando um pouco a quem nada tem. O grupo resolveu se unir e cair em campo em busca de apoio para fazer um natal antecipado para as crianças promovendo uma tarde de diversão. As brincadeiras, a utilização do parque e a cama elástica tiveram início às 16h30 na Orla da cidade. Nisso, houve distribuições de picolés, algodões doce, pipocas, sucos… E o mais especial do dia: Brinquedos. Além disso, com ajuda de um paredão, músicas infantis foram tocadas para assim acontecer uma belíssima tarde de entretenimento tanto para as crianças e até mesmo para os pais. O primeiro evento ocorreu na tarde deste sábado (20), onde mais de 500 crianças carentes foram contempladas. Segundo Caique, idealizador do evento, o objetivo para os próximos anos é ampliar ainda mais para que possa beneficiar um número maior de pessoas, contemplando-as também com outras formas de ajuda: “Nosso objetivo é poder levar um pouco mais de alegria aquela criança que não tem as mesmas condições que muitas outras têm, acredito que se cada um de nós enquanto cidadãos fizermos a nossa parte, poderemos contribuir muito para formarmos uma sociedade mais humana, mais igualitária. Devido a essa vitória, já tenho fé que no próximo ano o evento vai atender uma demanda ainda maior e também entraremos com outras formas de apoio. Fico muito feliz por hoje, pois consegui ver o sucesso do dia quando vi sorrisos em todos os pais e filhos. Não acho que devo parar por aqui, a mudança está só começando.”, destaca Caique. Além disso, após o evento o grupo organizou um mutirão de limpeza e presenteou a orla com dois tambores de lixos personalizados para auxiliar na coleta de lixo da cidade.

Da redação do blog do edy.com.br

Anderson

Petrolina recebe mais de 2,6 mil unidades do Minha Casa, Minha Vida nesta terça

0

Um total de 2.644 unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV) serão entregues, em Petrolina, no Sertão do Estado, nesta terça-feira (23). As moradias fazem parte dos residenciais Monsenhor Bernardino (1.444) e Nova Petrolina (1.200). A solenidade contará com a participação do ministro das Cidades, Gilberto Occhi.

Em Pernambuco, o programa contratou 128.920 unidades habitacionais e entregou 56.644 moradias. O investimento no Estado é de R$ 7 bilhões, segundo o Governo Federal. Em Petrolina, já foram contratadas 13.682 casas com o investimento de R$ 756,5 milhões. No País, foram contratadas 3.727.975 de moradias e entregues 1.910.408, com investimento de R$ 241,3 bilhões.

Da redação do blog do edy.com.br

Anderson