Blog Página 638

Copa do Nordeste Com Diego Souza inspirado, Sport vence Socorrense por 3×0

0

Superior durante os 90 minutos e com Diego Souza inspirado, o Sport não teve dificuldades para vencer a Socorrense por 3×0, nesta quarta-feira (4), no estádio Batistão, em Aracaju. Com gols de Mike, Felipe Azevedo e Wendel, o Leão se consolidou na liderança do grupo B da Copa do Nordeste, com sete pontos, quatro a mais que o vice-líder Coruripe.

No próximo domingo (8), o Sport volta novamente as suas atenções para o Pernambucano. No Sertão, enfrenta o Serra Talhada, no estádio Nildo Pereira. Na liderança com 15 pontos, a partida será válida pela sexta rodada do certame local.

Diego Souza arrasador na primeira etapa

O primeiro tempo do Sport traduziu, na prática, a diferença de qualidade dos elencos. Diego Souza, a maior estrela do Leão, mas que ainda não tinha um feito um jogo consistente, deu cinco bons passes – sendo uma assistência para gol – só na etapa inicial.

Logo aos três minutos, o meia cruzou na medida para Felipe Azevedo, que chutou à esquerda de Emanuel. Na segunda jogada, Diego recebeu a bola de Vítor e tocou de primeira para Élber. O atacante chutou e a bola passou raspando a trave do Socorrense. Com 23 minutos, Durval fez um belo lançamento para o número 87 do Leão, que passou para Mike. O jogador chutou no ângulo, forçando o goleiro sergipano a fazer um milagre.

Aos 28, em passe errado de Aílton, Élber recuperou a bola e tocou para Diego Souza. Com a perna esquerda, o meia colocou na cabeça de Mike, que só teve o trabalho de tirar do goleiro Emanuel e abrir o placar no Batistão.

Tranquilidade para ampliar o placar: Sport 3×0

Controlando a partida, a segunda etapa do Sport foi ainda mais intensa. Aos quatro minutos da segunda etapa, novamente Diego Souza apareceu. O meia cruzou na cabeça de Rodrigo Mancha, que jogou para fora. Logo depois, em bela virada de Felipe Azevedo, Vítor serviu Mike. O atacante, de frente para o gol, chutou à esquerda de Emanuel.

Aos 22 e 24 da etapa final, o Sport perdeu duas chances inacreditáveis. Na primeira, o goleiro Emanuel espalmou mal. Na entrada da pequena área e livre de marcação, Rithely pegou de primeira, para fora. Dois minutos depois, Diego Souza fez o cruzamento e, após rebote na zaga da Socorrense, Durval driblou um marcador e chutou. Em cima da linha, Dácio salvou os sergipanos.

De tanto martelar, o Sport ampliou o marcador com dois bons cruzamentos de Vítor. Aos 30, o lateral cruzou para Felipe Azevedo encostar para o gol. Quatro minutos depois, foi a vez de Wendel mandar para as redes e sacramentar o placar no Batistão.

Da redação do blg do edy.com.br

Requinte
Neto Móveis
Vet Clinica

Morre o cantor sertanejo José Rico, dupla de Milionário

0

Aos 68 anos, morreu nesta terça-feira (3) José Rico Alves dos Santos, o cantor sertanejo José Rico, da dupla Milionário & José Rico, após complicações no coração, rins e joelho. Ele estava internado no hospital Unimed, de Americana (SP). O velório será esta terça-feira, às 21h, na Câmara Municipal de Americana, de acordo com a funerária Americana.

Segundo a nota publicada no Facebook oficial do artista, ele foi internado na manhã desta terça em uma unidade de saúde em Americana, no interior de São Paulo. No início da tarde, o cantor teve problemas cardíacos e faleceu. “É com muita dor no coração e profunda tristeza que comunicamos o falecimento do nosso ídolo José Rico. Vamos rezar por este homem que tanta alegria nos deu. É impossível descrever nossa tristeza, estamos todos em estado de choque”, diz o comunicado.

829Conhecidos como “As gargantas de ouro do Brasil” por volta dos anos 1980, a dupla Milionário & José Rico acumula 42 anos de carreira, 29 discos gravados e dois DVDs. O último disco da dupla foi o “Atravessando gerações” (2008). José Alves dos Santos nasceu em São José do Belmonte, em Pernambuco, no dia 29 de junho de 1946. No entanto, foi na cidade de Terra Rica, no estado do Paraná, onde José se criou, fato que o fez adotar – e registrar em cartório – o nome José Rico Alves dos Santos, em alusão à cidade onde cresceu. O apelido surgiu ainda na infância, por conta de um padre que o chamava assim.

Da redação do blog do edy.com.br

Requinte
Neto Móveis
Vet Clinica

Caruaru, no Agreste pernambucano, sai na frente e encara regulamentação das cinquentinhas

0

Caruaru, cidade do Agreste de Pernambuco, será o primeiro município pernambucano a colocar rédeas na bagunça e no desrespeito às regras de trânsito promovido há anos pelas motos de 50 cilindradas, as famosas cinquentinhas, como são popularmente conhecidos os ciclomotores. A cidade partiu na frente e começou o processo de regulamentação desses veículos. Demonstrou coragem para enfrentar o problema que até agora nenhum outro município demonstrou, principalmente a capital Recife, que desde gestões passadas só faz promessas, sem agir. Desde a última segunda-feira a cidade deu início ao cadastramento das 50 CC e, até o fim de maio, aquelas que não estiverem emplacadas, sendo conduzidas por motoristas devidamente habilitados, usando capacete, serão apreendidas.

Todo o processo está sendo conduzido pela Autarquia Municipal de Defesa Social, Trânsito e Transportes de Caruaru (Destra), com o aval pessoal do prefeito José Queiroz. “Criamos a lei municipal, que foi aprovada rapidamente pela Câmara de Vereadores, e o resto já estava previsto no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Foi apenas uma questão de decisão política. Os abusos estavam demais. Apreendíamos as cinquentinhas apenas quando não tinham nota fiscal e não tínhamos como penalizar o condutor. Resolvemos dar um basta nisso. Seremos a primeira cidade de Pernambuco e uma das poucas do Brasil a enfrentar o problema. Pelo levantamento que fizemos, menos de dez municípios no Brasil regulamentaram”, ensina o diretor da Destra, o tenente-coronel Jailson Pacheco.

Para circular por Caruaru depois do dia 31 de maio – quando acaba a fase de cadastramento –, os proprietários dos ciclomotores terão que estar com os veículos emplacados dentro do que prevê o CTB, ser habilitados e usar os equipamentos de segurança exigidos – principalmente o capacete. O processo se dará da seguinte forma: o proprietário irá até a Destra cadastrar o ciclomotor. Em seguida, receberá uma autorização para realizar o emplacamento e licenciamento do veículo na Ciretran de Caruaru. O município está em negociação com o governo do Estado para isentar os veículos do IPVA e, segundo o diretor de trânsito e transporte da Destra, Alex Monteiro, há 80% de chances de a isenção ser dada. Mas caso ela não se confirme, os condutores terão que pagar o imposto também. Uma reunião amanhã irá definir a questão.Ciqnuentinhas1

Mesmo assim, o emplacamento sairá caro. Segundo informações da Destra e do Detran de Pernambuco o custo será de R$ 420,04. Nesse valor estão incluídas as taxas do primeiro emplacamento e do DPVAT (seguro obrigatório). No caso dos condutores que não forem habilitados ainda haverá o custo extra para tirar a CNH ou a ACC (Autorização para Conduzir Ciclomotores). Também segundo o Detran-PE, o processo de habilitação custa, atualmente, R$ 230,32. A esse valor é preciso acrescentar o custo com os Centros de Formação de Condutores (CFCs), que cobram entre R$ 500 e R$ 600. Ou seja, na prática, tirar uma habilitação sairá por aproximadamente R$ 800. A ACC custa o mesmo valor da CNH, com a diferença que, no caso da carteira nacional de habilitação, o condutor também pode conduzir motocicleta.

Da redação do blog.

Requinte
Neto Móveis
Vet Clinica

Cunha e Renan já sabem que estão na ‘lista de Janot’, mas assessoria nega

0

8bjdmh2swh-0303cunharenanvChegou ao Supremo Tribunal Federal na tarde desta terça-feira (3) a lista de parlamentares que serão investigados na Operação Lava Jato, enviada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. O ministro Teori Zavascki, do STF, deve deferir ou indeferir os pedidos de abertura de inquérito até esta sexta-feira (6), quando também tornará o conteúdo oficialmente público.

Fontes das bancadas do PMDB na Câmara dos Deputados e no Senado Federal revelaram que os presidentes da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), teriam sido informados, pelo vice-presidente Michel Temer, na última sexta-feira (27), sobre a inclusão de seus nomes na lista dos políticos envolvidos na Operação Lava Jato.

Temer nega. Na tarde desta terça-feira, ele informou, por meio de sua assessoria, que não recebeu nenhum dos nomes da lista. Segundo a assessoria do vice-presidente, como Temer não foi comunicado de nenhum nome, não teria condições de repassar a informação para qualquer pessoa.

O vice-presidente recebeu Janot em sua residência oficial, o Palácio do Jaburu, na manhã de quinta-feira (26), em agenda que só foi divulgada posteriormente. Na ocasião, foi divulgado que a reunião teve como assunto questões orçamentárias do Ministério Público Federal.

Pelo Twitter
No Twitter, Eduardo Cunha negou que tenha recebido a informação. Também o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), negou ter sido procurado. “Não tenho nenhuma informação”, respondeu Renan, ao deixar a reunião de líderes partidários do Senado.

Na noite dessa segunda-feira (2), o procurador-geral recebeu uma vigília do movimento Vem para Rua na sede da PGR em Brasília. “Vamos trabalhar com tranquilidade, com equilíbrio, e quem tiver que pagar vai pagar”, disse Janot.

Da redação do blog do edy.com.br(Fonte: Estadão Conteúdo).

Requinte
Neto Móveis
Vet Clinica

Em nota, PSB promete defender Eduardo Campos

0

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, divulgou uma nota, nesta quinta-feira (3), na qual defende publicamente o ex-governador Eduardo Campos (PSB) que, segundo matéria da Folha de S. Paulo, foi citado em depoimento da Operação Lava Jato, pelo doleiro Alberto Youssef, por supostamente ter recebido R$ 10 milhões de propina para “não criar dificuldades nas obras” da Refinaria Abreu e Lima.

De acordo com o texto, o partido adotará todas as medidas necessárias, se confirmada a denúncia do delator, “para promover a defesa da memória do seu líder, cuja conduta na sua vida pessoal e política sempre foi considerada por todos, irrepreensível”.

Confira, abaixo, a íntegra do texto:

NOTA OFICIAL

O Partido Socialista Brasileiro (PSB), surpreendido com a notícia publicada na edição desta terça-feira (3) no jornal Folha de S. Paulo, que acusa o seu ex-presidente, governador Eduardo Campos, de envolvimento no esquema de corrupção da Petrobrás, vem, de público, defender a memória do seu líder que, por não estar entre nós, não terá a possibilidade de defender-se.

O Partido, entretanto, adotará todas as medidas necessárias, se confirmada a denúncia do delator, para promover a defesa da memória do seu líder, cuja conduta na sua vida pessoal e política sempre foi considerada por todos, irrepreensível.

Brasília, 3 de março de 2015
Carlos Siqueira.

Da redação do blog do edy.com.br

Requinte
Neto Móveis
Vet Clinica

Pesquisa indica que emprego formal melhorou a vida de moradores de favelas

0

O emprego formal é o principal indicador da melhoria de condições de vida dos moradores de favelas nos últimos anos, conforme pesquisa do Data Favela, realizada com apoio do Data Popular e da Central Única das Favelas (Cufa). Divulgados nesta terça-feira (3), os dados mostram que 53% dessas pessoas têm emprego com carteira assinada. Os números indicam que 18% trabalham como autônomos, 17% atuam na informalidade e 7% são empregadores.

Em todo o Brasil, 12,3 milhões de pessoas vivem em favelas, criando um mercado que movimenta R$ 68,6 bilhões por ano. Nos estados do Amazonas, Pará, Rio de Janeiro e de Pernambuco, o número de moradores nesse tipo de comunidade ultrapassa 10% da população total. “Se existisse um estado da Federação chamado Favela Brasileira, seria o quinto maior do país. Temos mais favelados do que gaúchos no Brasil”, comparou o presidente do Data Popular, Renato Meirelles.

O Programa Bolsa Família tem papel importante na complementação de renda das famílias que vivem em favelas. Um em cada quatro lares tem pelo menos um morador que recebe o benefício. O índice chega a 58% em Fortaleza, 40% em Recife e 32% em Belém.

A ministra do Desenvolvimento Social, Tereza Campello, defendeu o trabalho do governo na geração de empregos que garantiram ganhos sociais nos últimos anos. “Parece que a geração de mais de 20 milhões de empregos formais nos últimos 12 anos ocorreu naturalmente, mas não ocorreu”, ressaltou a ministra após a apresentação dos dados. “A questão da empregabilidade é um esforço do governo brasileiro”, acrescentou.

Sobre as expectativas e desejos dos moradores de favela, o estudo indicou que 3,8 milhões querem ter um negócio próprio. Destes, 51% são mulheres e 87% disseram que já tomaram alguma iniciativa para viabilizar o projeto nos últimos 12 meses. Entre os entrevistados, 29% têm entre 25 e 24 anos, 17% entre 19 e 24 e 28% entre 35 e 49. “São brasileiros que não se conformam mais em receber um salário mínimo ou um salário mínimo e meio. Eles sabem que, para transformar o sonho em realidade, precisarão crescer, ganhar mais e ser donos do próprio negócio”, explicou Renato Meirelles.

De acordo com o presidente do Data Popular, 63% dos potenciais empreendedores querem montar o negócio na própria comunidade e 19% em bairro próximo. Para o presidente do Sebrae, Luiz Barreto, a opção está ligada às dificuldades de mobilidade nas grandes cidades e ao perfil dos futuros empresários, entre os quais muitas mulheres. “É muito difícil para elas continuar com todas as tarefas domésticas e ter disponibilidade para um emprego formal a duas ou três horas da moradia”, destacou Barreto.

Não ter chefe é a principal vantagem para 29% dos que querem empreender. Para 22%, a melhor coisa de um negócio próprio é ter uma fonte de renda, enquanto 20% querem ganhar mais, 11% fazer o que gostam e 8% pensam em liberdade de horário.

Da redação do blog do edy.com.br

Requinte
Neto Móveis
Vet Clinica

Procuradoria pede investigação de 54 políticos por corrupção na Petrobras

0

A Procuradoria Geral da República pediu nesta terça-feira (3) ao Supremo Tribunal Federal a abertura de investigações contra 54 políticos com foro privilegiado para determinar se participaram do monumental esquema de corrupção envolvendo a Petrobras. “São 28 pedidos de abertura de investigações e 7 arquivamentos, que envolvem 54 políticos com foro privilegiado”, disse à AFP um assessor de imprensa da Procuradoria.

Os nomes dos possíveis investigados não foram divulgados devido ao segredo judicial, mas o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu a suspensão do sigilo. A “Operação Lava Jato”, deflagrada pela Polícia Federal, desmontou um sofisticado esquema envolvendo as maiores empreiteiras do país e a Petrobras visando manipular licitações e desviar fundos.

O escândalo que abalou a Petrobras envolve uma mescla de subornos, fraude, manipulação de licitações públicas e lavagem de dinheiro, e foi qualificado como a maior investigação de corrupção da história do país pela procuradoria-geral da República.

Segundo diversos envolvidos que aderiram à delação premiada em troca da redução da pena, o dinheiro desviado foi para contas pessoais ou para financiar partidos políticos. As especulações sobre suas ramificações no Congresso e em distintos níveis do governo envolvem figuras do Partido dos Trabalhadores (PT), seus aliados e alguns opositores.

As investigações revelaram o pagamento de subornos a diretores da Petrobras que variavam de 1% a 3% do valor total dos contratos. A lista apresentada por Janot inaugura uma nova fase do escândalo, que desatará tensões entre os poderes da República da primeira economia da América Latina.

Da redação do blog do edy.com.br

Requinte
Neto Móveis
Vet Clinica

Garantias: legal, contratual e estendida. PARTE 2.

0

  O vício é inerente ao produto ou serviço ofertado e não um dano que ocorra em razão de ação ou omissão de culpa exclusiva do consumidor ou de terceiro, caso fortuito ou força maior, ou seja, o defeito apresentado surge do uso regular e razoável do produto ou serviço fornecido tal qual entregue pelo fornecedor.

    Ainda, o vício do produto ou serviço não precisa ser oculto, sendo agasalhado pela garantia legal o vício de fácil constatação, cabendo para tal fim a análise casuística a luz da boa-fé objetiva e da razoabilidade.

   Com o intuito de orientar fornecedores e consumidores quanto as linhas gerais do que consiste a garantia legal de produtos e serviços na relação de consumo, apresenta-se um quadro simplificado e algumas considerações importantes sobre cada espécie de garantia.

  1. I) Vícios do produto:

    Há direito de pedir o uso da garantia legal quando o produto apresenta:

  1. a) vícios de qualidade ou quantidade que o torne impróprio ou inadequado ao consumo a que se destina ou que lhe diminua o valor;
    b) disparidade com a indicações constantes do recipiente, da embalagem, rotulagem ou mensagem publicitária, respeitadas as variações decorrentes de sua natureza;
    c) vícios de quantidade sempre que, respeitadas as variações decorrentes de sua natureza, seu conteúdo líquido for inferior às indicações constantes do recipiente, da embalagem, rotulagem ou de mensagem publicitária.

    Cabe ressaltar que o CDC não proíbe a venda de produto usado ou com pequenos defeitos que não lhe retirem a funcionalidade segura a que se destinam, mas impõe ao fornecedor o dever de informar previamente quais são os defeitos e ofertar a aquisição do mesmo com efetiva vantagem ao consumidor (redução do preço), respondendo pelos vícios não informados.

    O CDC traz alguns limites do que seria produto impróprio ao uso e consumo, elencando como presumidamente impróprios o produto de prazo de validade vencido, que apresentar deterioração, alteração, adulteração, falsificação, avariação, esteja corrompido ou fraudado, os nocivos à vida ou à saúde, perigosos ou em desacordo com as normas regulamentares de fabricação, distribuição ou apresentação,

    Além disto, prevê a cláusula geral de que também é impróprio para uso e consumo os produtos que, por qualquer motivo, se revelem inadequados ao fim a que se destinam.

    Tanto o vício por disparidade como o vício por quantidade do produto com as informações prestadas pelo fornecedor são decorrências do direito básico do consumidor de prévia informação sobre o produto, do equilíbrio entre as prestações de cada parte (binômio preço pago x produto adquirido) e a vedação de propaganda enganosa.

    Em havendo o vício do produto, o consumidor tem direito a três opções, a sua escolha:
a) o abatimento proporcional do preço;
b) complementação do peso ou medida (em caso de vício de quantidade);
c) substituição do produto por outro da mesma espécie, marca ou modelo, sem os aludidos vícios;
d) restituição imediata da quantia paga, monetariamente atualizada, sem prejuízo de eventuais perdas e danos.

    A escolha é do consumidor, não podendo o fornecedor se opor à escolha feita.

    O prazo para atendimento da escolha feita pelo consumidor pelo fornecedor varia conforme o tipo do vício:
a) regra geral: 30 (trinta) dias, sendo que este prazo pode ser reduzido previamente pelas partes para no mínimo 7 (sete) dias e no máximo 180 (cento e oitenta dias), sendo que se for contrato de adesão tal alteração tem que ser pactuada em separado e com manifestação expressa de consentimento do consumidor;
b) exceção: imediatamente quando:
i.  o vício for em produto considerado essencial;
ii. a extensão do vício, mesmo com a substituição da parte viciada, acarrete comprometimento de qualidade do produto ou lhe diminuir o valor;
iii. o vício de quantidade;
iv. o vício for de disparidade com a oferta ou publicidade.

  1. II) Vícios de serviço:

    O vício de serviço cuja garantia legal abrange são:
a) vício de qualidade que o torna impróprio ao consumo ou que lhe diminua o valor;
b) vício decorrentes da disparidade com as indicações constantes da oferta ou mensagem publicitária.

    O CDC também fixou parâmetros para compreensão de serviço impróprio para consumo, sendo este o que:
a) inadequado para os fins que razoavelmente dele se esperam;
b) não atenda as normas regulamentares de prestabilidade.

    A questão de vício do serviço é muito polêmico no caso a caso, visto a dificuldade da prova da presença ou ausência do vício de qualidade para determinados tipos de serviço prestado pelo fornecedor.

    Em razão disto é ainda mais importante a observância das normas de orçamento prévio, abertura de ordem de serviço, informação efetiva, clara e prévia do serviço que será prestado e sua extensão, as situações limitadoras e restritivas de direito ao consumidor, dentre outros deveres do fornecedor que o CDC imputa, visando sempre tornar claro o que o consumidor pode esperar do serviço.

    Evidenciado o vício de serviço, o consumidor, a sua escolha, tem o direito de optar pela:
a)  reexecução dos serviços, sem custo adicional e quando cabível, podendo a mesma ser confiada a terceiro devidamente capacitado por conta e risco do fornecedor;
b) restituição imediata da quantia paga, monetariamente atualizada, sem prejuízo de eventuais perdas e danos;
c) abatimento proporcional do preço.

    Apesar da previsão para que possa ser confiada a terceiro a reexecução do serviço, tal prática muitas vezes não é aconselhável, pois introduz um complicador de uma relação dependente.

Conclusões

    O Código de Defesa do Consumidor é fruto do movimento filosófico-jurídico que reconheceu a defesa do consumidor como direito humano de nova geração, o que significa direito de igualdade material em direitos sociais e econômicos, impondo uma postura diferenciada aos fornecedores de produtos e serviços para proteção do consumidor, o qual este é a parte presumidamente vulnerável da relação de consumo.

    Caracterizada a relação de consumo, o que não acontece em toda e qualquer relação de fornecimento de produto ou prestação de serviço, terão os fornecedores a responsabilidade objetiva por vícios do produto fornecido ou do serviço prestado, sendo que por tal a lei, independente da garantia contratual que os fornecedores possam fornecer, atribui garantia legal, cujo prazo varia conforme a natureza do produto ou do serviço.

    Os limites, formas e meios de exercício da garantia legal estão previstos no próprio CDC, sendo importante para a pacificação das relações sociais e para orientar a atuação dentro da legalidade que os limites, deveres e direitos decorrentes do CDC sejam de conhecimento de todos.

GARANTIA ESTENDIDA

 Diversas lojas e fabricantes atualmente oferecem a seus clientes uma opção adicional para proteger seu novo equipamento (e seu dinheiro), a chamada garantia estendida.

Entre a sorte e o azar, muita gente parece não estar disposta a arriscar. De acordo com a Susep (Superintendência de Seguros Privados), desde janeiro de 2008 os brasileiros gastaram quase R$ 2,1 bilhões em planos de garantia estendida, enquanto os sinistros (quebras de aparelhos) no período somaram “apenas” R$ 197 milhões -ou seja, menos de 10% de ocorrências.

O preço

Por valores que partem de 15% do preço do produto final, é possível esticar o tempo em que o eletrônico pode ser reparado sem outros custos por um período que varia entre 1 e 3 anos depois do término da garantia da fábrica —que pode durar de 90 dias a 2 anos, dependendo do caso. De acordo com uma regulamentação da Susep a prática é uma forma de seguro privado, com apólice e tudo mais, que opcionalmente pode ser adquirido pelo consumidor.

Requinte
Neto Móveis
Vet Clinica